2 comentários:
De Catarina a 28 de Abril de 2008 às 17:26
O apelido é RODRIGUES! O tipo chama-se Jacques da Conceição Rodrigues. é um velho de 70 anos, que acabou de ter o 15º (?) filho de uma algarvia perita em ascenção na horizontal (começou como empregada de perfumaria e agora é directora de publicações em Espanha ou algo do género..). Ele próprio começou a trabalhar numa tipografia com uma esfregona na mão quando tinha 8 anos. Nunca teve formação, nem profissional nem de base, mas foi esperto e enriqueceu. Agora o negócio corre-lhe de facto muito mal, em grande parte devido à sua péssima relação com os colaboradores: é mal educado, insultuoso, arrogante, ignorante, agressivo, perito em criar clima de intriga e terror, é o patrão que ninguém gostaria de ter e que só tem quem não se informa primeiro e tem a infelicidade de ir parar a alguma das empresas desta besta quadrada.


De Alfredo a 23 de Maio de 2008 às 22:08
Cara Catarina,

É possível, era o apelido revelado na comunicação social.
De qualquer modo, para o tema em questão, o apelido é, no mínimo, irrelevante.
Quanto ao seu percurso, sem qualquer formação e a começar de esfregona na mão, obviamente sem ter aqui qualquer consideração negativa pelos trabalhadores das limpezas, já diz muito do que fez na vida.
Um passado que deve dar muito jeito, tal como ao seu companheiro de classe, Belmiro de Azevedo, para o mito do self-made-man. Assim mais um exploiting-made-man, enriquecido às custas do que rouba a quem para ele trabalha.
No entanto, discordo que só tenha a infelicidade de trabalhar para ele quem não se informa. A informação até pode abundar, o emprego é que, como sabemos, não abunda neste país. E a necessidade, inevitavelmente, leva a que muitos se submetam à exploração desenfreada às mãos de capitalistas deste tipo.


Comentar post